Coxa de Pato e Côtes du Rhône

Por 4 dezembro, 2017 0 Permalink

Frente fria no fim de semana, ótima desculpa para tomar vinho. Eu estava com vontade de beber um Côtes du Rhône e fiquei pensando qual seria uma boa combinação.

Para resolver este “problema” usei uma regra muito simples e bastante eficiente: O que cresce junto se come junto. Ou seja, em geral as características do vinho de uma região combinam com os pratos típicos locais.

Pense no churrasco argentino e ele combinará com a uva símbolo daquele país: Malbec. E qual a resposta para aquela macarronada com molho de tomate e linguiça toscana? Chianti. E para quem gosta de um vinho verde, típico de Portugal? Vá sem medo no bacalhau. (Perdoem a rima involuntária).

 

Voltando ao Rhône, a região fica no sul da França, nos pés dos Alpes, e é muito famosa pela sua gastronomia. Há nada menos do que 9 restaurantes com 3 estrelas Michelin por ali.

img_2O vinho era um Crozes-Hermitage, onde prevalece a Syrah (o meu era 100% Syrah). Neste estilo vamos encontrar características como frutas do bosque, bastante estrutura, taninos médios e boa acidez: logo penso em uma carne com alguma personalidade.

As especiarias, notas herbais (alecrim é usualmente identificado) e defumadas também são típicas no Syrah do Rhone e vão muito bem com carnes condimentadas.

Entre os práticos típicos da região escolhi fazer coxa de pato ao forno, um prato que é muito mais fácil de fazer do que parece. Só precisa de um pouco de preparação na véspera.

 

 

 

Para quem quiser repetir em casa, eis aí a receita:

img_2199

Ingredientes:

2 coxas de pato

2 dentes de alho

4 ramos de tomilho

6 folhas de sálvia

50g de azeitonas verdes

1 folha de louro

Azeite, sal e pimenta do reino

Modo de fazer:

Em uma tigela com um pouco de azeite amasse o alho espremido, a sálvia, o louro e 2 ramos de tomilho com o sal e a pimenta do reino, ate formar uma pasta.

Faça cortes na carne do pato e distribua a pasta uniformemente. Seja generoso no uso do azeite. Deixe descansar até o dia seguinte.

Retire o pato, limpe os excessos. Reserve o molho que sobrou. Aqueça o forno em fogo alto (240oC).

Em uma frigideira bem quente coloque o pato com a pele virada para baixo, até que fique bem dourada.

Acomode em uma travessa média (sem deixar sobrar muito espaço) o pato com a pele virada para baixo, o resto da gordura que sobrou na frigideira, as azeitonas, os ramos de tomilho e regue com um pouco do molho onde dormiu o pato.

Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 1:30h. Aproveite para abrir o vinho.

Retire o papel alumínio, vire o pato (agora a pele deve ficar para cima), regue a carne com o molho da própria travessa (use mais um pouco de azeite se precisar). Reduza o forno para 180o e deixe ali por mais 30 minutos.

Sirva com batata, arroz ou outro acompanhamento a sua escolha e bom apetite!

Sem comentarios

Deixe uma resposta